Hiperaldosteronismo: Uma das razões para a sua hipertensão

Os rins são no nosso corpo uma espécie bolada de filtro. No entanto, se somente o considerarmos assim, seria uma injustiça pelo número de funções exercidas por este órgão. Como se sabe, os rins não servem só para fazer a urina, produzir o xixi, mas este possui uma das mais nobres funções de controle do organismo, tornando-se crucial para a homeostase corporal.

Como já esclarecido em artigos anteriores, a homeostase é o equilíbrio mútuo de todos os sistemas do nosso corpo, e existem diversos órgãos trabalham para garanti-la. Agora, por que os rins são tão importante neste equilíbrio mútuo?

A resposta é simples. Os rins são estruturas complexas do lado fisiológico e anatômico, possuindo estruturas microscópicas, o néfron  a estrutura funcional dos rins, além do cálice renal, as pirâmides, os uretheres, a cápsula de Bowmann, e outros componentes que filtram o sangue (assunto para um próximo artigo 😉 ). Os rins são divididos em zonas, córtex e medula, e também possuem uma glândula sobre ela chamada supra-renal, responsável também por produzir alguns hormônios.

E, por fim, produzida na região glomerulosa cortical (mirenalocorticóides), a aldosterona é realizada.



Aldosterona

Desempenha diversas funções no organismo, tais como aumentar a absorção de sódio e, ao mesmo tempo, aumentar a secreção de potássio pelas células epiteliares tubulares renais; este hormônio trabalha a promover uma conservação dos íons sódio no líquido extracelular e uma excreção de íons potássio na urina.

Seu mecanismo de ação acontece no receptor intracelular, levando a transcrição gênica de proteínas dos canais iônicos (trocas de íons Na+ e K+) e síntese de ATP (energia).

Sua regulação é feita pelo Eixo hipotalâmico-hipofisário que regula a secreção
de cortisol e androgênios através da liberação do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), controlando todas as etapas nas sínteses dos hormônios corticosteróides, desde a entrada do colesterol até a geração dos produtos.



Hiperaldosteronismo x Hipertensão

A hipertensão é, de uma forma grosseira, o aumento de concentração de soluto no tecido sanguíneo. Esta concentração aumentada contribui para o aumento da viscosidade do sangue que reflete num esforço cardíaco rápido e raso, para a distribuição do mesmo.

O hiperaldosteronismo, como o próprio nome sugere, é a concentração aumentada de aldosterona, que, como já supracitado, retem o sódio, um dos bonitos amantes da hipertensão. Isso significa que uma das causas (eu disse uma) da hipertensão é o hiperaldosteronismo, ou seja. a hipertensão pode ter varias causas e fatores, mas um dos fatores é aumento desse hormônio. Isso é importante salientar pelo fato que a hipertensão não é fácil de se compreender, pois pode ter origens diversas, não restrita a uma simples causa.

Então é importantíssimo a visita a um profissional de saúde para a orientação da sua hipertensão, somente ele tem a competência para rastrear a origem deste distúrbio.   

 
Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.

Albert Einstein, retirado de “Pensador