Hormônios e o corpo humano

Trata-se de um condensado de informações sobre a matéria Fisiologia. 

Hormonios:

São os mensageiros do organismo, possuem a competência de alterar o metabolismo celular, induzir a produção de outros hormônios, movimentação com os músculos, interfere no calibre dos vasos ex: Adrenalina diminui o calibre dos vasos, Bradicinina aumenta o calibre dos vasos; age na ejeção de fluidos corporais (ejeção de leite, hormônio ocitocina), trabalham a garantir a homeostase (equilibrio biologico), e etc.

Classificação:

AminoácidosPeptídeosCortcóides
Hormonios complexos. EX: HORMONIOS TIREOIDEANOS (T3 E T4), ADRENALINA, NORADRENALINA, DOPAMINA
Até 50 Aminoácidos. EX: OCITOCINA E HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO (ADH)
Derivados do colesterol. EX HORMÔNIOS SEXUAIS, TESTOSERONA, PROGESTERONA

Caracteristica intrinseca dos Hormonios

Os hormônios são substancias mensageiras que percorrem o organismo, através da corrente sanguínea, saindo de um órgão ou célula secretora indo  para outras localidades do corpo. Para o hormônio cumprir seu papel de mensageiro, a célula alvo dele deve possuir um receptor especifico somente para ele.

Este tipo de seletividade ajuda na ação localizada dos hormônios e numa especie de proteção do próprio corpo chamado de feedback negativo, grosseiramente um sensor presente no hipotálamo que ordena para parar de secretar um hormônio quando percebe a hiperconcentração deste na corrente sanguínea. A falha nesse sistema de controle pode desencadear alguns problemas no corpo como o Hipertireoidismo e Hipotireoidismo.

Veja também: Doença de Addison



Inverso ao feedback negativo temos, no corpo humano, o feedback positivo que em algumas situações, como no parto, libera para se ter a secreção de mais hormônio, no caso a  Ocitocina. Neste caso específico, a ocitocina faz a contração do útero expulsando o bebe para fora da cavidade pressionando-o contra a parede uterina, induzindo gradativamente maior produção de Ocitocina.

Tipos de comunicação:

Sinapse elétrica: Característica de células nervosas onde um estímulo elétrico, através de neurotransmissores alcança receptores na outra célula, no sentido do axônio.

Neuroendócrina:  A Célula nervosa libera sinalizadores através da corrente sanguínea para uma célula alvo que contenha o receptor.

Autócrina: A célula que secretou o sinalizador, por possuir o receptor, pode ler o mesmo.

Parácrina: A célula libera o sinalizador para uma célula adjacente.